Palmeiras acha Schelotto difícil, mas técnico não descarta: “É como o Boca Juniors”


Treinador argentino fala com blog e não nega possibilidade de dirigir o Verdão. Mas ele tem compromisso com Los Angeles Galaxy O Palmeiras praticamente descarta a contratação de Guillermo Barros Schelotto. Deve haver novas reuniões a partir desta segunda-feira para definir novos nomes para se investir, porque os últimos analisados têm compromissos com seus clubes atuais.
Não é o caso de Quique Setién, que aceitaria vir, foi oferecido por empresário, mas não seduziu a diretoria. Não é o caso de Gabriel Heinze, cuja personalidade não parece agradar.
Guillermo Barros Schelotto é quase impossível, porque tem compromisso com o Los Angeles Galaxy, que disputa a Major League Soccer, nos Estados Unidos. Parece impossível para o Palmeiras, mas é diferente o discurso do técnico campeão argentino pelo Boca Juniors em 2018 e vice-campeão da Libertadores no mesmo ano.
Guillermo Barros Schelotto na entrevista coletiva do Boca Juniors para a Taça Libertadores
REUTERS/Susana Vera
O treinador do Los Angeles Galaxy conversou rapidamente com o blog, por WhatsApp. Poucas perguntas, respondidas com extrema educação e interesse.
PVC – O que te pareceria trabalhar no Brasil?
GUILLERMO BARROS SCHELOTTO – Me encantaria trabalhar no Brasil. Sou um grande fã do futebol brasileiro.
PVC – O Palmeiras já o procurou? Dizem que você tem compromisso com o L.A. Galaxy?
GUILLERMO BARROS SCHELOTTO – As pessoas nunca sabem exatamente o que se passa amanhã. Hoje estou aqui no Los Angeles Galaxy. Amanhã… Quem sabe?
PVC – Como você vê o Palmeiras?
GUILLERMO BARROS SCHELOTTO – O Palmeiras é como o Boca Juniors.
PVC – Um gigante e também passional?
GUILLERMO BARROS SCHELOTTO – Veremos.

Comentários

Compartilhe

Ultimas notícias