Entenda melhor a diferença entre medicamentos genéricos e similares

Você com certeza já deve ter escutado que os medicamentos genéricos são mais baratos, correto? Mas seria só esse o seu diferencial? Na perspectiva do empresário Manoel Conde Neto, pouco se discute sobre a composição dos medicamentos genéricos e sobre a diferença deles com os similares. Por isso, se você tem interesse ou curiosidade no assunto, siga a leitura deste artigo até o final e compreenda essas diferenças para realizar compras conscientes nas farmácias e drogarias.

 

De início, vamos entender o conceito de medicamento genérico. Como assinala o empresário Manoel Conde Neto, proprietário da Farma Conde, os genéricos são medicamentos que apresentam princípio ativo ou fármaco, idêntico a um medicamento de referência (original). Dessa forma, a ideia da comercialização desse tipo de medicamento tem como fito substituir os de referências, porém com um custo mais acessível. Para identificá-los, basta verificar a tarja amarela contendo a letra “G”.

 

Se tratando dos similares, esse passa a ser identificado pela marca ou pelo nome comercial de quem o comercializa. O empresário Manoel Conde Neto explica que assim como os genéricos, os similares possuem também o mesmo princípio ativo de um medicamento de referência. Sendo assim, a principal diferença dos similares está no prazo de validade do remédio, na embalagem, rotulagem e no tamanho/forma do produto.

 

Mas então qual a diferença principal entre ambos?

Caso você não saiba, os medicamentos genéricos são mais fáceis de se encontrar no mercado. Entretanto, um fator que preocupa muito os consumidores é acerca da composição desse medicamento. Como pensa o empresário Manoel Conde Neto, os genéricos possuem, além do mesmo princípio ativo do que os originais, a mesma dose e a mesma forma farmacêutica. Assim, é importante mencionar que são regulados pela Anvisa e passam por diversos testes antes de chegar aos consumidores, o que significa que você não precisa ter receio, combinado?

 

Já quando falamos dos medicamentos similares, podemos dizer que a principal diferença deles, comparados aos originais ou genéricos, está na marca e nome fantasia. Sendo assim, na concepção do empresário Manoel Conde Neto, esse é aquele oferecido ao paciente quando ele busca um medicamento de referência. Ademais, vale pontuarmos que esses remédios também passam pela fase de aprovação e comprovação de sua eficácia. Viu como é importante entender esses conceitos para não ficarmos com preocupações desnecessárias no momento de realizar nossos tratamentos?

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

spot_img

Ultimas notícias